segunda-feira, 6 de julho de 2009

Os pais

Nossos pais, queridos, uma homenagem...

Fernando, absoluto e único em tudo, tem seu amor por mim de forma incondicional. Pai adorável, sogro-pai, um fofo. Lutador por suas causas, comunista pleno. Admirável e lindo.

Hilneth, pois é assim que ela gosta de ser chamada. Odeia o Maria...
Um dia quero ser como ela, brinco sempre, nunca vi mãe igual, que abre mão de tudo por suas filhas, abnegação e amor, sempre.

Regina: mãe, comandante, rainha da monarquia abosolutista do alto Leblon, mas precisava ser assim para criar dois filhos homens, ao mesmo tempo em que se dedicava a seus alunos e afazeres domésticos. Nosso trabalho era deixar sua vida mais difícil; o dela era era manter a gente na linha. Gostava dos Beatles, mas não dos Rolling Stones, acha o Chico Buarque um cara bonitão e faz sapateado ( yeah some may say it's a lost art - Chandler Bing).

Maurício:muita coisa pode ser dita do meu pai, poderia até usar uma ou outra frase sua para defini-lo. Mas o que é importante saber é que ele sempre esteve do lado certo do Volga e quando foi preciso, ele esteve presente. Gosta de música brasileira e tem profundas crenças religiosas, além de uma visão dogmática e terracentrista.

Pais e mães que cruzam pela vida, diferentes e tão semelhantes.
Não podemos deixar de falar de nosso amor por nossas outras mães: Tia Naná-tia mãe, Didi-tia mãe, Grace-prima mãe e Yedda-vó mãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
do desencontro veio o encontro de dois...

Sobre a Larissa

O mais importante: quando eu a chamo de Larissa ela me olha com seus olhos de Capitu e diz:" Eu não gosto quando voce me chama assim".

Claro que eu prontamente respondo dizendo que este é o seu nome. A resposta que segue é igualmente interessante:" Mas eu prefiro que voce me chame de Lá".

O que se pode fazer com uma pessoa destas? Amar profunamente.

Ela esta tendo todo o trabalho de montar este blog; o que não significa que eu não dou importâcia ou fico alheio ao seu desenvolvimento....eu simplesmente detesto quem tem blog....o que agora é um contrasenso....mas quem não tem suas pequenas idiossincrasias?!?!?!?!?!?!?!

Beijos LARISSA FERNANDA

M.

Sobre o Ma

Desde o primeiro momento algo me chamou a atenção. Não sei dizer exatamente se foi o olhar ou a tagarelice! Nunca vi falar tanto...por conta de tantas palavras, fui percebendo o quanto tínhamos em comum e como as diferenças se complementavam. Fotografia, café, cinema, música, livros, viagens, lanche da tarde, seriados na tv X quadrinhos, praia, sol, magic, nordeste!!!!
Mais de um ano e um súbito encontro na padaria. Eu, de roupa azul do quinta D'Or, horrorosa e ele de rockeiro. Os pensamentos se foram..meses depois veio um presente: quatro cds com músicas gravadas especialmente pra mim. Assim poderia conhecer um pouquinho mais do Mario. O encanto triplicou!!! O convite: café. Um livro: A psicanalise dos contos de fadas. Eu era sua Elena...Mesmo que ele não tivesse se declarado, impossível não me apaixonar!hehehehehe
Nossas vidas mudaram.
Sem esforço, Mario é tudo o que sempre desejei de um amor: apaixonado, companheiro, amoroso, leal, presente, sensível, incrivelmente dedicado, decidido e único. Bem longe de ser perfeito....
La